A TAXA SELIC VAI SUBIR! E AGORA?

Na próxima quarta-feira o Copom deverá aumentar pela primeira vez a Taxa Selic, após o longo ciclo de baixa que culminou com a mínima histórica de 2%, mantida já por um bom tempo. A medida é necessária devido à recente escalada da inflação pressionada pela alta no Dólar e nas commodities.

A curva de juros futuros já precifica esse ajuste e parece óbvio que o BC não manteria esse nível de taxa por muito mais tempo. Alguns acham, inclusive, que esse ajuste já deveria ter sido feito na última reunião, Há também aqueles que acham que o BC exagerou na dose provocando alta do Dólar devido a arbitragens envolvendo o Real e outras moedas.

Concordamos com a visão geral de que esse ajuste precisa ser feito. Também achamos que ocorreu alguma distorção com a desvalorização do Real causada, em parte, por essa arbitragem e também pela instabilidade política. 

Na prática, a ponta final não teve o benefício que parece com a manutenção da Selic a 2%. Quem toma dinheiro emprestado sabe disso e com o ajuste estaremos um pouco mais próximos da realidade.

Interessante notar a mudança de comportamento do BC na última semana no câmbio, vendendo físico com mais frequência e aumentando a oferta de swap. Nos parece que a aprovação da PEC Emergencial trouxe mais confiança à autoridade monetária que agora começou a atuar com mais ênfase defendendo a moeda, possivelmente, com a intenção de permitir arrefecer a inflação.

Nosso cenário base não muda. Já vimos várias vezes tanto o FED quanto o BC promoverem ajustes necessários na taxa de juros. Normalmente o mercado interpreta isso como uma medida de ajuste saudável. Seguimos otimistas com as nossas ações, passando agora a acreditar também em uma apreciação do Real que em algum momento deverá seguir seu comportamento histórico em ciclos de alta de commodities, apreciando-se em relação ao Dólar.

Sempre lembrando: olho em Brasília! Lá está o maior risco!

Paulo Battistella Bueno
Paulo Battistella Bueno
Gestor/Sócio na Santa Fé Investimentos